Bienal Internacional de Curitiba 2013

Bienal encerra edição 2013 com mais de um milhão de visitas



 


Fila para entrar visitar a Bienal Internacional de Curitiba 2013 no Museu Oscar Niemeyer

Após três meses de exposições e muitas atividades, a Bienal Internacional de Curitiba 2013 encerra o trabalho aberto ao público. Agora é hora de desmontar as exposições, empacotar tudo e devolver as obras a artistas, galerias e colecionadores do mundo inteiro. Nesta edição, mais de 150 artistas dos cinco continentes apresentaram seus trabalhos na Bienal, que contou com um público estimado em 1,2 milhão de visitas.

Além dos curitibanos, que invadiram os espaços da Bienal, esta edição contou com público de todo o Brasil, bem como de outros países. Visitantes, jornalistas e curadores de locais como China, Suécia, Inglaterra, Estados Unidos, Rússia, Argentina, Uruguai, entre muitos outros, visitaram Curitiba para acompanhar a programação da Bienal. Além das exposições em museus e espaços expositivos, as obras estiveram nas ruas, praças e ônibus da cidade em forma de intervenções urbanas, leituras de poesias ou performances. Isso sem contar a webarte, com trabalhos criados para o ambiente virtual.

"A preparação de cada edição da Bienal mescla um período de reflexão sobre a edição anterior - quando avaliamos os pontos positivos e iniciativas que devem ser ampliadas - e o início da pesquisa e contato com a equipe de curadores. Neste sentido, já estamos dando os primeiros passos em direção à Bienal Internacional de Curitiba 2015", revela o diretor geral da Bienal, Luiz Ernesto Meyer Pereira.

Antes de 2015, no entanto, o FICBIC - Festival Internacional de Cinema da Bienal de Curitiba ganhará uma segunda edição em 2014. Estreando com grande sucesso em 2013, o festival continuará priorizando a premiação - e com isso, o fomento - da produção universitária por meio de uma mostra competitiva voltada a este público. O evento contará ainda com mostra internacional, curtas nacionais e uma mostra infanto-juvenil que percorrerá espaços em todas as regionais da Prefeitura, além de uma programação em espaços expositivos.