Сейчас клиент микрофинансовой организации находится в очень выгодном положении, так как конкуренция между мфо привела в появлению такого вида займа, как займ без процентов, то есть бесплатный займ. Это, действительно достаточно новое явление на рынке финансовых услуг, совсем недавно появилось на рынке финансовых услуг, но уже стало настоящим событием среди клиентов кредитных организаций, выдающий займы.

Cíntia Ribas

ARTISTA

Cintia Ribas

ALMANAQUE PARA ENTREVISTAR SURREALISMOS

Com interlocução e texto de Fábio Noronha, a exposição, integrante do Circuito de Galerias da Bienal Internacional de Curitiba, apresenta novos trabalhos escultóricos e de fotomontagem, linguagens artísticas exploradas pela artista. Segundo Fábio Noronha, “fotomontagem é como um suplemento capaz de modular discursos publicitários/ideológicos/políticos de forma bastante direta – ela é arranjada principalmente por matéria-prima da própria indústria gráfica”. Ainda segundo ele, a fotomontagem “teve um papel importante na implementação da própria ideia de antiarte, que é caracterizada pelo desejo de descartar/substituir total ou parcialmente os valores das formas artísticas (ou não) vigentes; de existir junto de modelos conhecidos, com seus estranhamentos internos, apropriados para dizer da justaposição de elementos distintos e formar vizinhanças improváveis sob categorias inusitadas”.

Abertura 28 de setembro | segunda às 19h00

Cintia Ribas – Graduada em Bacharelado em Pintura e Pós Graduação em Poéticas Visuais ambas pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Participei ativamente durante quatros anos no projeto de Arte-educação da Clínica de Psicanálise Enfance fundada pela Psicanalista Eliane Lee: neste espaço, onde elaborava a prática artística tinha como função a mediação entre expressão e a formação da autonomia do sujeito em trabalho terapêutico a partir de processos subjetivos de criação de imagens em atelier. Há 10 meses mudei-me para a zona rural em uma chácara localizada no Cinturão Verde dos agricultores da cidade de Curitiba a 12 km do centro urbano. Montei um atelier no meio do mato. Pelo convívio diário neste espaço-campo, desde então venho transformando brutalmente minha pesquisa. Passei a praticar o cultivo de hortas orgânicas e plantas de diferentes espécies além de lidar diretamente com a criação de animais: cavalos, galinhas, coelhos. Estas ações incitaram a um intenso exercício de catalogação da paisagem e suas diversas variações. Mas desta vez, mediante a manipulação da terra. Incorporando ainda as intersecções existentes entre meio urbano e cultura rural. De que modo corpo e paisagem interferem na construção um do outro? Essas questões são os pontos pelo quais venho desenrolando minha pesquisa e a grande motivação a produzir imagens. Utilizando-me da fotografia enquanto meio de produção em Artes Visuais vou tecendo diálogos, atualizando o fenômeno artístico na minha prática e sugerindo situações entre a arte contemporânea e a percepção ambiental.

 

Espaços