SITE - DSC_8276
26 11 15
blog

“Reflexos”, de Mariana Canet, é obra exposta no Munespi na Bienal de Curitiba

Curitiba, novembro de 2015 – A obra exposta no Museu Nacional do Espiritismo – MUNESPI até o dia 6 de dezembro para a Bienal Internacional de Curitiba de 2015 é fruto de um trabalho da artista Mariana Canet. Ela iniciou sua carreira trabalhando com marketing, mas acabou indo para a fotografia. Após tirar fotos documentais em Cambodia, Sri Lanka e Vietnã, Mariana percebeu que fotografar o abstrato, o indefinido e o ilimitado era sua paixão verdadeira.

Suas exposições iniciaram pela mostra documental A Face Fala em 2010 que fez um tour pelo Brasil em mais de cinco localidades. Após ganhar o prêmio Salão Graciosa de Artes Plásticas em 2011, as séries Reflexos  e Abstrato ganharam abertura e desde então as fotografias foram expostas em Londres (Debut Contemporary Gallery), Amsterdam (Amsterdam Showcase), Itália (Galleria dé Marchi) e São Paulo (Salão de Outono Paris–São Paulo).

 

Sobre a obra:

 

Para a curadora Oriete Cavagnari “o que é despercebido por nós leigos, Mariana capta com sutileza de passear, ler as cores, as formas e o movimento. Condensa e abstrai, fragmenta ou dilui a proposta do seu trabalho. Na soma e na diluição somos todos afortunados. Uma via de mão dupla segue seu fluxo e as imagens delicadamente edificadas, transcendem nossa imaginação.

Do micro ao macro partimos numa experiência audaciosa e curiosa, onde a inquietude das águas refletem o instante capturado que nos enleva e sedimenta. Os sentidos nos transportam além do cheiro, temperatura, gosto, som, aspereza ou maciez das texturas, um sem fim de fios nos conduz a um novo espaço e nos projeta em nós mesmos numa mescla de recriação atemporal da realidade. A criação de Mariana vai além, expande o imaginativo do expectador, ator e o portador das novas fontes de oportunidades, que os ângulos de luzes naturais e artificiais do ambiente e da visão proporcionam.

O reflexo nada mais é, que a soma captada decompondo o presente, na leitura do momento num retomar a vida, no bailar silencioso dos raios invisíveis da energia do refletir. Mariana, em um novo momento nos trás da sua visão, passando pelo bidimensional para o tridimensional, imagens inseridas em figuras geométricas. Propõe um reolhar, recriar, novas formas, figuras com interpretação única a cada um, convidando o expectador ao movimento, dando vida, ao que vida é.

 

SERVIÇO

 

Obra “Reflexos” na Bienal de Curitiba

Data: 03/out a 06/dez

Local: Museu Nacional de Espiritismo – MUNESPI

Rua Guillherme Ihlenfeldt, 663/577- São Lourenço

Segundas a quartas, das 20h00 às 23h00

Quintas-feira, das 14h00 às 17h00

Sábado, das 15h00 às 18h00

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *