Artistas

Flávia Vieira

Braga, Portugal, 1983; vive e trabalha em São Paulo, Brasil. As mãos, no trabalho de Flávia Vieira, assumem papéis que extrapolam o de meras executoras. Possuem um tipo de sabedoria que lhes permite traduzir, em formas, ideias que habitam um certo imaginário. Neste caso, investigam aquele referente a uma “brasilidade”, seja a partir da cultura popular – o trançado em palha das esteiras produzidas no norte e nordeste do país, ou a cultura do samba -, ou da cultura mais institucionalizada – a exemplo das formas geométricas presentes na arquitetura de Niemeyer ou na arte neoconcreta. Ao seu trabalho subjaz uma reflexão sobre a manualidade e sobre os dualismos que a sustentam, tal qual o “óptico” e o “háptico”.