Artistas

Rones Dumke

ARCANOS GEOMÉTRICOS E CONSTRUÇÕES LÍRICAS

Ao longo dos últimos anos pude acompanhar de perto a trajetória de Rones Dumke, um dos artistas plásticos mais representativos da arte paranaense.

Tendo frequentado o ateliê de Carlos Scliar no Rio de Janeiro, assimilou os ensinamentos que lhe permitiriam encontrar a linguagem necessária para a sistematização de seu repertório. Nas décadas de 70 e 80 cria figuras mergulhadas numa atmosfera de sonho, com referências à metafísica, inspirando-se nos mitos greco-romanos acentuando um caráter enigmático e misterioso.

Rones sempre considerou a fantasia como uma espécie de câmara da memória. Ao mesmo tempo a harmonia para ele é fator indispensável, entendida como a analogia entre coisas contrárias.

Por outro lado, seu namoro com o abstracionismo geométrico tem-se acentuado muito; afinal as formas geométricas também estão na natureza.

Segundo a crítica de arte Nilza Procopiak, está sempre presente em sua obra uma espécie de dualidade, da presença de opostos; assim sua arte figurativa esconde a oposição, o oposto do figurativo, ou seja, o abstrato.

Nesta mostra composta de gravuras, colagens e pinturas, o artista manifesta-se através de metáforas sobre cores, linhas e superfícies, permanecendo coerente a sua corrente estética.

Amarílis Puppi

Curadora