Artistas

Tobias Putrih

Kraj, Eslovênia, 1972; vive e trabalha entre Nova Iorque (EUA) e Liubliana (Eslovênia).Ao utilizar materiais acessíveis e frágeis, como papelão, compensado de madeira ou casca de ovo para dar corpo a objetos e instalações, Tobias Putrih investiga as promessas e falhas do “paradigma da modernidade”. Os desvios e erros derivados de processos de repetição ou cópia são, para o artista, importantes pontos de apoio de sua pesquisa sobre a percepção. A distorção de formas e de funcionalidades observadas em seus trabalhos, unida a um interesse pelo corpo e envolvimento do público, pode ser entendida como uma defesa pelo caráter utópico da arquitetura e do design, onde, no encontro entre pessoas e coisas, se inventam novas formas de ativar ou significar objetos e espaços.