Autores da antologia A Vida Íntima das Histórias

Nos siga nas redes sociais

A antologia reúne 25 contos e crônicas de cinco escritores consagrados nacionalmente, entre eles Luci Collin, João Anzanello Carrascoza, Luís Henrique Pellanda, Leticia Wierzchowski e Luiz Ruffato.

 

A Vida Íntima das Histórias tem tiragem de 2 mil exemplares que serão distribuídos em escolas públicas estaduais e municipais apadrinhadas pela Curitiba Literária.

 

 

João Carrascoza

 

 

João Anzanello Carrascoza nasceu em Cravinhos, São Paulo, em 1962. Formado em Comunicação pela Universidade de São Paulo, é publicitário e professor de redação publicitária em universidades paulistas. Começou a escrever os primeiros contos quando era estudante universitário. Decidiu inscrevê-los em concursos de contos. Ganhou vários prêmios, entre eles o 1º lugar no I Concurso Nacional de Histórias Infantis do Paraná, em 1991. Desde então já publicou ‘As flores do lado de baixo’, ‘De papo com a noite’, ‘Hotel Solidão’, entre outros.

via 

 

Luci Collin

 

 

Luci Collin é escritora e curitibana. Tem 16 livros publicados, entre os quais Nossa senhora d’aqui (romance), Querer falar (poesia) e A árvore todas (contos). Participou de antologias nacionais, como Geração 90 – os transgressores e 25 mulheres que estão fazendo a literatura brasileira, e internacionais (EUA, Alemanha, França, Uruguai, Argentina, Peru e México). Tem pós-doutorado em Literatura Irlandesa e leciona Literaturas de Língua Inglesa na UFPR.

via

 

Luís Henrique Pellanda

 

 

Luís Henrique Pellanda nasceu em Curitiba (PR), em 1973. Escritor e jornalista, é autor dos livros O macaco ornamental (contos, Bertrand Brasil, 2009), Nós passaremos em branco (crônicas, Arquipélago Editorial, 2011, finalista do Prêmio Jabuti 2012), Asa de sereia (crônicas, Arquipélago Editorial, 2013, finalista do Prêmio Portugal Telecom 2014) e Detetive à deriva (crônicas, Arquipélago Editorial, 2016), além de organizador dos dois volumes da antologia As melhores entrevistas do Rascunho (Arquipélago Editorial, 2010 e 2012). Ministra oficinas de crônica por todo o Brasil. Foi editor e idealizador do site de crônicas Vida Breve e subeditor do jornal literário Rascunho. Repórter, trabalhou nos jornais Gazeta do Povo e Primeira Hora.

via 

 

Luiz Ruffato

 

 

Luiz Ruffato nasceu em Minas Gerais, em 1961, e é um dos nomes mais consistentes da literatura brasileira contemporânea. Formado em Comunicação pela Universidade Federal de Juiz de Fora, mudou-se para São Paulo em 1990, onde trabalhou em vários jornais. Distinguido com diversos prémios literários, a sua obra está publicada em Itália, França, Alemanha, Finlândia, Macedônia, Argentina, Colômbia, Cuba, México e Estados Unidos, para além do Brasil e de Portugal. Organizou diversas antologias de contos e de poemas, no Brasil e no exterior. Tem livros publicados nas áreas do romance, contos, poesia, infantil, crónicas e ensaios. Ganhou o Prémio Internacional Hermann Hesse, em 2016, na Alemanha.

Via

 

Leticia Wierzchowski

 

 

Leticia Wierzchowski (Porto Alegre, 1972) lançou seu primeiro romance aos 25 anos e, desde então, não parou mais de escrever. É uma das mais talentosas e produtivas escritoras da literatura brasileira contemporânea. Seu quinto romance, A casa das sete mulheres, foi adaptado pela TV Globo para uma série televisiva, exibida em mais de trinta países. Traduzida para vários idiomas, a obra de Leticia ganhou fama internacional. Em 2005, ela estreou na literatura infanto-juvenil.
Via
Foto: Carin Mandelli / divulgação

 

 

Rogério Pereira | Curador

 

Nasceu em Galvão (SC), em 1973. É jornalista, editor e escritor. Em 2000, fundou em Curitiba o jornal Rascunho — uma das raras publicações sobre literatura no Brasil. É idealizador do Paiol Literário, projeto que já recebeu cerca de 60 grandes nomes da literatura brasileira para debates literários na capital paranaense. Desde janeiro de 2011, é diretor da Biblioteca Pública do Paraná, onde coordena o Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura; o Sistema de Bibliotecas Públicas Municipais do Paraná e o Núcleo de Edições da Secretaria da Cultura. É editor e escreve crônicas semanais para o site Vida Breve (www.vidabreve.com.br). Tem contos publicados no Brasil, Alemanha, França e Finlândia. É autor do romance Na escuridão, amanhã (Cosac Naify), finalista do prêmio São Paulo de Literatura, menção honrosa no Prêmio Casa de Las Américas (Cuba), e traduzido na Colômbia.via