Bienal inaugura forno para queima de cerâmica

Nos siga nas redes sociais

 

 

Ateliê Livre de Escultura do Parque São Lourenço ganha forno para queima de cerâmicas doado por universidade dos Estados Unidos

 

Inauguração do forno, o maior do Sul do Brasil, acontece nessa sexta-feira (09), com a participação de representantes e alunos da Universidade Estadual de Montana (EUA).

 

O Ateliê Livre de Escultura do Parque São Lourenço, localizado no espaço do Centro de Criatividade do parque, ganha a partir dessa sexta-feira uma novíssima estrutura: com patrocínio da Universidade Estadual de Montana, dos Estados Unidos, em parceria com a Prefeitura Municipal de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba e Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba, foi construído no espaço o maior forno para queima de cerâmicas em alta temperatura do sul do país.

 

Trabalhando com parceiros da comunidade local sob coordenação do escultor e coordenador do Ateliê Livre de Escultura do Parque São Lourenço, Elvo Benito Damo, os professores e especialistas em cerâmica da Universidade Estadual de Montana (EUA) Jeremy Hatch e Dean Adams foram responsáveis pelo projeto e construção do forno à lenha de alta temperatura para uso de alunos, professores de cerâmica, artistas e comunidade de Curitiba, instalado em espaço cedido pela Prefeitura Municipal no Ateliê de Escultura do Parque São Lourenço. A adequação e construção da cobertura para abrigar o local do forno foi uma iniciativa da Fundação Cultural de Curitiba em conjunto com a Secretaria Municipal de Obras Públicas e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Curitiba.

 

Construção do forno no Parque São Lourenço. Créditos: Talita Braga

O forno para queima de cerâmicas é um dos maiores do Brasil, e foi projetado utilizando a tecnologia mais inovadora existente na atualidade em todo o mundo. A Universidade Estadual de Montana patrocinou todo o material necessário, bem como os custos de todos os técnicos e especialistas dos Estados Unidos envolvidos no projeto e na execução da obra.

 

Construção do forno no Parque São Lourenço. Créditos: Talita Braga

A obra teve início na quinzena de abertura da Bienal de Curitiba, no dia 18 de setembro de 2017. Toda a pesquisa relativa ao projeto do forno foi iniciada no campus da Universidade Estadual de Montana, nos Estados Unidos, a partir de uma série de estudos feitos pelos professores especialistas em vários países. O resultado dessa pesquisa foi aplicado no projeto final, construído em Curitiba e a partir desse mês, disponível para o uso de artistas, estudantes e comunidade.

 

 

 

Na ocasião da inauguração, estarão presentes a Dra. Waded Cruzado, Presidente da Universidade Estadual de Montana (EUA), o senhor Dr. Michael Babcock, Presidente do Senado da Universidade, os professores de cerâmica da Universidade Estadual de Montana Deam Adams e Joshua DeWeese, o senhor Dr. Royce W. Smith, Decano do Colegiado de Artes e Arquitetura da Universidade, a senhora Dannys Montes de Oca, Coordenadora Curatorial e Diretora Presidente da Bienal de Havana, e o artista cubano Reinier Nande. Também participarão alunos da Escola de Arte, Colégio de Arte e Arquitetura da Universidade.

Além das presenças internacionais, estarão na inauguração representantes da Prefeitura Municipal de Curitiba e Fundação Cultural de Curitiba, Secretaria Municipal de Obras Públicas (SMOP), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), representantes da Bienal de Curitiba, artistas, professores e alunos de cerâmica da Escola de Música e Belas Artes da UNESPAR, do DeArtes da UFPR e do Museu Alfredo Andersen.

 

Serviço:

Inauguração do forno para queima de cerâmica
Data: 9 de fevereiro, sexta-feira
Horário: 15 horas
Local: Ateliê Livre de Escultura do Centro de Criatividade do Parque São Lourenço
Endereço: Rua Mateus Leme, s/n, bairro São Lourenço, Curitiba