Obras de jovens artistas Chineses e do Clube da Colagem de Curitiba são atrações imperdíveis do MuMA

Nos siga nas redes sociais

O Museu Municipal de Arte – MuMA , abrigado no espaço do Portão Cultural, oferece ao público duas instigantes exposições que integram a Bienal.

 

Youth Narrative: arte contemporânea por jovens artistas chineses

Uma interpretação absolutamente nova dos valores humanos referentes ao tempo, vida, regras e ambiente, com realidades sociais, são capturadas a partir do talento e perspectivas de uma nova geração de artistas da China. Sob curadoria de Zhang Zikang, obras de 26 jovens artistas chineses estão em exposição no MuMA.

Segundo o curador, com o crescimento da China e a crescente abertura de sua sociedade, os jovens artistas do país homenageado pela Bienal de Curitiba estão em processo de libertação de gêneros ou escolas de arte, e mostram um tom mais denso e pesado a partir de suas experiências pessoais, criando dessa maneira seu espaço semântico particular.

 

Abertura da Exposição por Cido Marques – Bienal de Curitiba – MuMA

 

A mostra busca exercer uma ponte comunicativa entre esta nova geração de artistas chineses com o público do mundo todo e, nas palavras de Zhang Zikang, “inspirar o público através de diferentes formas e interação e vínculo e, assim, melhorar o nível de troca cultural entre os jovens para que possam sentir o pulsar dos tempos e a ressonância do espírito”.

 

Ai Nisha

Ai Nisha | Seven Sages of the Bamboo Grove. 2014. Watercolor on paper. 56 x 74 cm

 

Ai Nisha  | Sinking. 2016. Watercolor on paper. 120 x 160 cm

 

No site Conexão Planeta você fica sabendo mais sobre as obras de Ai Nisha. Vale conferir!

 

Zhang Muchen

“Goat”, da série “Handprint”, 2016. Madeira, papel caligráfico, LED, sensores, vidro orgânico. 50x50x10cm.

 

Qiu Tao

Qiu Tao | Diary – Overlapped. 2015. Performance on paper, mixed. Dimension variable

 

Qiu Tao. “Diary – Overlapped”, 2015. Papel, técnica mista. Dimensões variáveis. Crédito: Cido Marques

 

Qiu Tao. “Diary – Overlapped”, 2015. Papel, técnica mista. Cido Marques

 

 

A Colagem Expandida: CCC na Bienal de Curitiba

 

A colagem como procedimento técnico tem uma longa e antiga história. Somente no início do século XX, ao final da primeira fase do cubismo, que a colagem foi desenvolvida por Braque e Picasso como recurso de expressão artística e se tornou uma das grandes linguagens da arte moderna em tempos da reprodutibilidade, do descarte, do efêmero, das releituras e das replicações de signos.

 

 

O Clube da Colagem de Curitiba, que é essencialmente um coletivo, mas bem poderia ser um movimento, foi idealizado pelos artistas Amorim, Bomju, Catenzaro, Cíntia Ribas e Mário de Alencar e trabalha com foco na produção de editais abertos ao público e exposições organizadas pelos próprios membros do CCC, reunindo diversos outros colaboradores. A proposta do Clube é incentivar o uso da colagem enquanto linguagem tão pertinente em nossos dias, estimular o surgimento de novos colagistas, cada qual com suas individualidades, além de redescobrir obras engavetadas.

 

 

Em A Colagem Expandida, mostra do Clube da Colagem de Curitiba inserida na programação da Bienal, é possível vislumbrar o potencial criativo de dezessete artistas que apresentam nessa linguagem o seu ponto comum: imagens em profusão e intersecções da colagem expandida. “No momento congelado entre o real e o falso, em meio à enxurrada cotidiana de ícones e representações, entre camadas de imagens espontâneas e identidades fabricadas, existe uma lacuna entre a arte e a vida”, são as palavras do CCC no texto de curadoria.

Artistas expositores:
Adriana Tabalipa
Amorim
Beatriz Oliveira e Marcos Hadlich
Bomju Coelho
Catenzaro
Cintia Ribas
Eliane Prolik
Fabio Noronha
Guita Soifer
Manuela Eichner
Marcelo Romero
Mário de Alencar
Rafael Schwab
Pierre Lapalu
Vantees

Performances:
Cintia Ribas + Mariana Barros + Hugo Miyamura
Adriana Tabalipa + Coletivo S.T.A.R.
Bomju Coelho

Registros da abertura da exposição, por Henrique Thoms / Irmãos Thoms

 

Museu Municipal de Arte – MuMA
Ingresso: gratuito
Data(s): 01/10/2017 a 25/02/2018 – 3ª, 4ª, 5ª e 6ª feira, sábado e domingo
Horário(s): 10h ~ 19h