Últimos dias do Clube da Colagem de Curitiba no MuMA

Nos siga nas redes sociais

A Colagem Expandida: CCC na Bienal de Curitiba

 

Com o objetivo de vislumbrar o potencial da colagem como linguagem intermediária entre as demais formas de expressão artística, o Clube da Colagem de Curitiba convidou artistas para investigar a área cinza da intertextualidade e abordar suas pesquisas individuais através da perspectiva da colagem em campo expandido.

 

 

 

A colagem como procedimento técnico tem uma longa e antiga história. Somente no início do século XX, ao final da primeira fase do cubismo, que a colagem foi desenvolvida por Braque e Picasso como recurso de expressão artística e se tornou uma das grandes linguagens da arte moderna em tempos da reprodutibilidade, do descarte, do efêmero, das releituras e das replicações de signos.

 

 

O Clube da Colagem de Curitiba, que é essencialmente um coletivo, mas bem poderia ser um movimento, foi idealizado pelos artistas Amorim, Bomju, Catenzaro, Cíntia Ribas e Mário de Alencar e trabalha com foco na produção de editais abertos ao público e exposições organizadas pelos próprios membros do CCC, reunindo diversos outros colaboradores. A proposta do Clube é incentivar o uso da colagem enquanto linguagem tão pertinente em nossos dias, estimular o surgimento de novos colagistas, cada qual com suas individualidades, além de redescobrir obras engavetadas.

 

 

Em A Colagem Expandida, mostra do Clube da Colagem de Curitiba inserida na programação da Bienal, é possível vislumbrar o potencial criativo de dezessete artistas que apresentam nessa linguagem o seu ponto comum: imagens em profusão e intersecções da colagem expandida. “No momento congelado entre o real e o falso, em meio à enxurrada cotidiana de ícones e representações, entre camadas de imagens espontâneas e identidades fabricadas, existe uma lacuna entre a arte e a vida”, são as palavras do CCC no texto de curadoria.

Artistas expositores:
Adriana Tabalipa
Amorim
Beatriz Oliveira e Marcos Hadlich
Bomju Coelho
Catenzaro
Cintia Ribas
Eliane Prolik
Fabio Noronha
Guita Soifer
Manuela Eichner
Marcelo Romero
Mário de Alencar
Rafael Schwab
Pierre Lapalu
Vantees

Performances:
Cintia Ribas + Mariana Barros + Hugo Miyamura
Adriana Tabalipa + Coletivo S.T.A.R.
Bomju Coelho

Registros da abertura da exposição, por Henrique Thoms / Irmãos Thoms

 

Museu Municipal de Arte – MuMA

Horário: de terça-feira a domingo, das 10h às 19h.

Entrada franca

Local: MuMa – Museu Municipal de Arte – Portão Cultural (Av. República Argentina, 3430)