Os assassinos estão entre nós

Dir. Wolfgang Staudte

16 anos, 1946, Ficção, Alemanha, 85’

Berlim, ano de 1945 – uma cidade em ruínas. Susanne Wallner, recém-saída do campo de concentração, volta para o seu antigo apartamento, agora ocupado pelo cirurgião Dr. Mertens. Os dois são obrigados a dividir a moradia. Mertens encontra Brückner, seu ex-capitão, que acreditava morto. Responsável pela execução de mais de 100 civis durante a guerra, Brückner é agora um empresário de sucesso. Mertens decide fazer justiça com as próprias mãos. Foi o primeiro filme realizado na Alemanhã após a Segunda Guerra Mundial.

Direção: Wolfgang Staudte | Roteiro: Eberhard Keindorff, Johanna Sibelius, Fritz Staudte e Wolfgang Staudte | Música: Ernst Roters | Direção de fotografia: Friedl Behn-Grund e Eugen Klagemann | Montagem: Hans Heinrich | Direção de arte: Otto Hunte, Bruno Monden e Alfred Schulz | Som: Klaus Jungk | Empresa produtora: Deutsche Film (DEFA) | Elenco: Hildegard Knef, Elly Burgmer, Erna Sellmer, Hilde Adolphi, Marlise Ludwig, Ursula Krieg, Arno Paulsen, Wilhelm Borchert, Robert Forsch, Albert Johannes, Wolfgang Dohnberg e Ernst Stahl-Nachbaur

Wolfgang Staudte

Diretor, ator, roteirista e produtor de cinema. Seu trabalho mais significativo acontece os primeiros dez anos após a Segunda Guerra Mundial. Nesse período o cineasta trabalhou junto à DEFA, na Alemanha Oriental.
DEFA in East Germany. Seu filme mais célebre é o "Os assassinos estão entre nós". A partir dos anos 1970 passou a se dedicar à televisão.

Mostra Circuito Clássico

Cine Guarani
Sexta, 10/11 - 19h30
Sábado, 11/11 - 16h30

Gratuito