Duas garotas românticas

Dir. Jacques Demy

(Título original: Les Demoiselles De Rochefort)

Livre, 1967, Ficção, 120’, 35mm

Delphine (Catherine Deneuve) e Solange (Françoise Dorléac) são duas irmãs de 25 anos que vivem em Rochefort, na França. Delphine é professora de dança, enquanto Solange ensina piano. Ambas sonham em encontrar um grande amor, assim como os rapazes que chegam à cidade e passam a frequentar o bar da família.

Direção e roteiro: Jacques Demy | Produção: Mag Bodard e Gilbert de Goldschmidt | Música: Michel Legrand | Direção de fotografia: Ghislain Cloquet | Montagem: Jean Hamon | Direção de arte: Bernard Evein | Som: Jean Gaudelet e Jacques Maumont | Empresa produtora: Madeleine Films e Parc Film | Elenco: Catherine Deneuve, George Chakiris, Françoise Dorléac, Jacques Perrin, Michel Piccoli, Jacques Riberolles, Grover Dale, Geneviève Thénier, Henri Crémieux, Pamela Hart, Leslie North, Patrick Jeantet, Gene Kelly, Danielle Darrieux, René Pascal, Dorothée Blanck, Daniel Moquay, Daniel Gall, Bernard Fradet, Remy Brozek, Véronique Duval e Pierre Caden

Jacques Demy

Jacques Demy estreou no cinema de longa-metragem no início dos anos 1960 com “Lola, a Flor Proibida”. O filme traz inspirações claras da Nouvelle Vague e a atriz Anouk Aimée, que foi imortalizada por Frederico Fellini em “A Doce Vida”. Demy dirigiu outros quase vinte filmes em uma carreira de sucesso comercial e de crítica, construindo um sólido cinema formalista e encantador. Absolutamente primoroso. O cineasta, afeito ao modelo star system de se construir filmes e mitos, filmou com grandes nomes, tais como Jeanne Moreau e Catherine Deneuve. Esta última se tornou uma constante colaboradora em suas obras. Autor de musicais e histórias de amor, viveu com a também cineasta Agnès Varda até morrer em 1990. Ela, inclusive, lançou em 1991 o longa “Jacquot de Nantes” sobre a vida de Demy, filme que o FICBIC exibiu na edição de 2016. O cineasta nasceu na pequena cidade de Pontchâteau, na França. Ainda na adolescência teve início a sua paixão pela cinefilia. Participou do movimento cineclubista, na cidade de Nantes, e depois ingressou na Escola de Belas Artes. Em 1949, já na capital francesa, entrou para a Escola Técnica de Fotografia e Cinematografia. Nesta homenagem, o Festival exibe cinco importantes longas de Demy, quatro deles em película 35mm.

Mostra Diretor Homenageado

Cine Guarani
Quarta, 15/11 - 16h30
Domingo, 19/11 - 18h30

Gratuito