FILM QUARTET / POLYFRAME

Dir. Antoni Pinent

2006-2008, Experimental, Espanha, 9’24, 35mm (projeção digital), PB e COR

Pequena bomba metacinematográfica que atenta contra o conceito do fotograma como uma partícula mínima de tempo (cinematográfico), dinamitando-o em quatro fragmentos. Destruição (lease desconstrucción) da teoria tradicional da instalação métrica de Peter Kubelka e a essência do entre os fotogramas, tudo com o objetivo de dar um passo a um novo capítulo cinematográfico – ainda em evolução -, promovendo que os dinossauros se extingam para deixar às novas gerações mais espaço de movimento. O artefato explosivo está inscrito em pentagramas musicais, a fim de notação cinematográfica, para que possa ser interpretada e desenvolvida para além de sua projeção, explodindo-destruindo-construindo em outros lugares cinematograficamente estanques.

Antoni Pinent
Curador independente de arte contemporânea, curador de cinema, programador, produtor e cineasta experimental cujo trabalho foi projetado em festivais de cinema, cinematecas e museus em todo o mundo como SFMoMA (dezembro de 2012). Seus filmes anteriores foram "G / R / E / A / S / E" (2008-2013), “GIOCONDA / FILM” (1999), “FILM QUARTET / POLYFRAME” (2006-2008), “KINOSTURM KUBELKA /”, “Música visual vertical”, entre outros. Recebeu o II Prêmio de Bienal do Museu do Cinema Contemporâneo (MoCC, Nova Iorque / Paris / Madri) em 2008.

Mostra Circuito Espanhol

Mostra PHENOMIA
Uma seleção itinerante e mutável que se expande por distintos espaços e contextos.
Um programa de filmes experimentais realizado por autores espanhóis. Apresentado pela Crater-Lab.

SESC Paço da Liberdade
Terça, 14/11 - 15h30
Sexta, 17/11 - 19h10

Gratuito