Lola, a flor proibida

Dir. Jacques Demy

(Título original: Lola)

14 anos, 1961, Ficção, França, 90’, 35mm

Em Nantes, na França, um jovem rapaz, Roland, conhece Lola, uma dançarina de cabaré. Ela também é mãe solteira e tem esperança que o pai da criança, que a abandonou durante a gravidez, retorne. Roland se apaixona por Lola e finalmente encontra um sentido para a sua vida. 

Direção e roteiro: Jacques Demy  |  Produção: Georges de Beauregard e Carlo Ponti  |  Música: Michel Legrand  |  Direção de fotografia: Raoul Coutard  |  Montagem: Anne-Marie Cotret  |  Direção de arte: Bernard Evein  |  Elenco: Anouk Aimée, Marc Michel, Jacques Harden, Alan Scott, Elina Labourdette, Margo Lion, Annie Duperoux, Catherine Lutz, Corinne Marchand, Yvette Anziani, Dorothée Blanck, Isabelle Lunghini, Annick Noël, Ginette Valton, Anne Zamire, Jacques Goasguen, Babette Barbin, Jacques Lebreton, Gérard Delaroche e Carlo Nell.

Jacques Demy

Jacques Demy estreou no cinema de longa-metragem no início dos anos 1960 com “Lola, a Flor Proibida”. O filme traz inspirações claras da Nouvelle Vague e a atriz Anouk Aimée, que foi imortalizada por Frederico Fellini em “A Doce Vida”. Demy dirigiu outros quase vinte filmes em uma carreira de sucesso comercial e de crítica, construindo um sólido cinema formalista e encantador. Absolutamente primoroso. O cineasta, afeito ao modelo star system de se construir filmes e mitos, filmou com grandes nomes, tais como Jeanne Moreau e Catherine Deneuve. Esta última se tornou uma constante colaboradora em suas obras. Autor de musicais e histórias de amor, viveu com a também cineasta Agnès Varda até morrer em 1990. Ela, inclusive, lançou em 1991 o longa “Jacquot de Nantes” sobre a vida de Demy, filme que o FICBIC exibiu na edição de 2016. O cineasta nasceu na pequena cidade de Pontchâteau, na França. Ainda na adolescência teve início a sua paixão pela cinefilia. Participou do movimento cineclubista, na cidade de Nantes, e depois ingressou na Escola de Belas Artes. Em 1949, já na capital francesa, entrou para a Escola Técnica de Fotografia e Cinematografia. Nesta homenagem, o Festival exibe cinco importantes longas de Demy, quatro deles em película 35mm.

Mostra Diretor Homenageado

Espaço Itaú de Cinema
Domingo, 12/11 - 18h30

R$ 6,00 e R$ 3,00 (meia)

Cine Guarani
Quinta, 16/11 - 19h30
Sexta, 17/11 - 17h30

Gratuito