O que seria deste mundo sem paixão

Dir. Luiz Carlos Lacerda

14 anos, 2016, Ficção, Brasil, 75’

O encontro dos fantasmas do romancista Lucio Cardoso e do poeta Murilo Mendes , perseguidos por seus personagens que querem mudar suas histórias. A luz e os enquadramentos do filme foram inspirados nas telas do pintor Edward Hopper.

Direção e roteiro: Luiz Carlos Lacerda | Direção de produção: Carolina Dib | Produção executiva: Cavi Borges | Direção de fotografia: Alisson Prodlik | Direção de arte: Oswaldo Lioi | Som: Pedro Moreira | Montagem: Luiz Carlos Lacerda e Alisson Prodlik | Trilha sonora: Alfredo Sertã | Empresas produtoras: Matinê Filmes, Cavideo e Canal Brasil | Elenco: Armando Babaioff, Saulo Arcoverde, Paula Burlamaqui, Erom Cordeiro, Fernando Melvin, Carla Daniel, Patricia Niedermeyer, Tonico Pereira, Saulo Salomão, Eriberto Leão, Marcelo Cavalcanti, Natalia Lage e Gibrair Filho

Luiz Carlos Lacerda

Diretor e roteirista dos longas “Mãos vazias” (1970), “O principio do prazer” (1978), “Leila Diniz” (1987), “For all – O Trampolim da Vitória” (1997), “Viva sapato!” (2004), “Casa 9” (2011), “A mulher de longe” ( 2012), “Introdução à música do sangue” (2015) e “O que seria deste mundo sem paixão?” (2016). Dirigiu cerca de trinta curtas e médias sobre personagens da cultura brasileira. Foi professor da Universidade Estácio de Sá, da Escuela Internacional de Cine de Cuba e do Polo do Pensamento Contemporâneo.

https://www.youtube.com/watch?v=bQi3en3MlhI&t=83s

Mostra Circuito Brasileiro

Espaço Itaú de Cinema
Terça, 14/11 - 21h

R$ 6,00 e R$ 3,00 (meia)