Birgitte Tümmler

A dinamarquesa Birgitte Tümmler é ela mesma artista visual, portanto entende a alma sensível do artista e busca assim, mostrar ao público a essência dele. Fez a curadoria de exposições coletivas de cunho preservacionista e cultural como “Redescobrindo o Brasil 2016” (Espaço Cinco Elementos e Quintana Gastronomia), “Todas as Cores” (2016, Restaurante Mezzanino). E em 2017 das individuais “Daniel Conrade” (Museu Paranaense), no Quintana Gastronomia com “Luminescências” (de Daniel Castellano), “Fossil Futuro” (de Rogério Borges), “Plenitude em Pontos” (de Andréa Horn), “Seres Iluminados” (de Aline Albuquerque), “A Cerâmica (de Gilberto Narciso)” e “Papel” (de Osvalter Urbinati).