Edições anteriores

Nos siga nas redes sociais

Clique aqui e acesse as mais recentes publicações da Bienal de Curitiba.

 

2015 – Bienal Internacional de Curitiba 22 ANOS
Com o tema “Luz do Mundo”, com curadoria de Teixeira Coelho, a Bienal de Curitiba 2015 homenageou o artista Julio le Parc, com uma grande exposição no Olho do Museu Oscar Niemeyer. Grandes nomes da arte contemporânea, que trabalham com a luz como principal matéria, estiveram presentes, como Dan Flavin, Doug Wheeler, Helga Griffiths, Jeongmoon Choi e diversos outros.

 

VER MAIS

2013 –  Bienal Internacional de Curitiba 20 ANOS

Em comemoração aos 20 anos de Bienal em Curitiba, a mostra fez uma revisão de formato, deixando de lado a prática de da escolha de um tema ou título. Como as obras permanecem e os temas/títulos se esquecem, durante esta edição da Bienal de Curitiba foi focada a escolha de obras que puderam representar uma experiência estética significativa para a cidade, abrindo mais espaço para a arte urbana e performances artísticas, atores cada vez mais presentes no cenário internacional e que se oferecem a um contato direto e imediato com os usuários da cidade. Foi durante esta edição, também, que o signo ‘X’ foi adotado, fazendo referência à eliminação da crítica moderna, além de representar uma bobina movida pelo vento, ágil e lúdica.

VER  MAIS

2011 – VentoSul Bienal de Curitiba 18 ANOS

O conceito curatorial desta edição da Bienal foi Além da Crise, fazendo referência ao termo que fazia parte do vocabulário em voga durante o período da mostra, da economia à cultura. O termo “além de” não alude para o “depois da” crise, e sim um lugar intermediário um desdobramento ou um terceiro lugar de onde se pode ver a crise de dentro/fora. A mostra contou com obras de artistas de cinco continentes, com uma programação que durou sete meses, incluindo palestras, mesas-redondas, exposições, cursos, oficinas, mostra de filmes, performances, interferências urbanas e residência artística nos principais espaços culturais de Curitiba.

VER MAIS

2009 – Bienal VentoSul 16 ANOS

O tÍtulo desta edição da mostra foi Águas Grande: os mapas alterados, fazendo referência ao termo guarani “Y guasú”, homônimo do rio que nasce em Curitiba junto a suas grandes quedas na tríplice fronteira entre Paraguai, Argentina e Brasil. Um dos fios condutores dessa edição da mostra foi a água, que hoje carrega o status de beleza, mas no futuro será moeda de troca por causa da possível escassez provocada pelo consumo não-consciente e pelo rápido aquecimento global. A mostra reuniu obras de artistas de diferentes partes do planeta, também trabalhando com o deslocamento conceituado por Deleuze e Guatari.

VER MAIS

2007 – Mostra Latino-Americana de Artes Visuais VentoSul 14 ANOS

Esta edição contou com exposições no Museu de Arte Contemporânea do Paraná – MACPR, Casa Andrade Muricy, Memorial de Curitiba e Museu de Arte da Universidade Federal do Paraná. Em cada um dos espaços, diferentes aspectos das Narrativas Contemporâneas puderam ser observados, através de criteriosas montagens preparadas pelos curadores. Também nas ruas e praças da cidade, o resultado da Mostra VentoSul pôde ser conferido através de performances, interferências e exposições.

VER MAIS