Marta Minujín

Uma das artistas contemporâneas mais proeminentes da Argentina, Marta Minujin é mais conhecida por produzir obras conceituais e participativas, ou “Happenings”. Começando sua carreira em Paris, Minujin mais tarde se mudou para Nova York, onde fez amizade com Andy Warhol, cuja influência pode ser vista em suas obras que satirizam a cultura do consumo. Um de seus trabalhos mais conhecidos daqueles anos, o Minuphone (1967), convidou os espectadores a entrar em uma cabine telefônica, discar um número e observar os sons e cores projetados dos painéis de vidro, enquanto uma tela de televisão no chão mostrava o interlocutor. Em 1983, após o retorno da democracia à Argentina, Minujin criou um monumento à liberdade de expressão, Parthenon of Books (1983), no qual uma estrutura construída com livros recém-desbanidos foi erguida no meio de uma avenida de Buenos Aires; depois que foi desmontado, os livros foram distribuídos ao público. Essa obra foi exposta em 2017, na Documenta 14, em Kassel, Alemanha.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *