Disseminando cultura em Porecatu

No dia 17/05, pela manhã, o projeto Cine Móvel completou sua última etapa na cidade de Porecatu, 460 quilômetros ao norte da capital. Porecatu é uma das 339 cidades do Paraná que não possuem grandes salas de cinema e sofrem com a falta de eventos culturais – portanto, a missão do Cine Móvel da Bienal de Curitiba estendeu sua abrangência do Cinema até lá.

Cinema na Escola em Porecatu | Cine Móvel – Lucas Ferreira

A primeira etapa, Oficina de Cinema pelo Celular, ocorreu no Colégio Estadual Ricardo Lunardelli no dia 11/04. Já naquela ocasião, a turma se mostrou enérgica e disposta a tirar suas histórias do papel, se expressar e lançar ideias ao mundo: viram o Cinema e o celular como ferramenta de expressão artística. Escreveram e filmaram seus roteiros, realizando então os filmes “O Tempo que Não Volta” e “Memórias do Amanhã”.

Lá do Alto | Direção: Luciano Vidigal

Na terceira e última etapa, o Cinema na Escola, foi a hora de ver os filmes prontos e uma seleção de curta-metragens. Os filmes foram recebidos com aplausos, e os comentários foram bastante positivos. A maior parte dos alunos já os havia assistido em tela grande durante o Cinema na Praça, realizado na Quadra do Colégio Estadual Professor Malvino de Oliveira em 22/04.

Cine Móvel 2019 | Cinema na Praça em Porecatu | Crédito: José Neto

Além dos filmes da própria turma, outros curta-metragens foram escolhidos para a sessão. Todos de classificação livre e duração de até 15 minutos, são adequados para uma geração jovem, versando sobre trabalho, gostos pessoais e busca por identidade, relacionamentos e família.

 

Os estudantes tornaram a manhã divertida com seus comentários e partilhas pessoais, mergulhando na proposta de tornar os filmes um meio de reflexão sobre a vida real, o cotidiano e a sociedade.