Oficina de Cinema em Ivaiporã

Cine Móvel realiza Oficina de Cinema pelo Celular em Ivaiporã:

Oficina de Cinema em Ivaiporã | Cine Móvel – Lucas Ferreira

A Oficina de Cinema pelo Celular promove estudos da história do Cinema e as bases dessa linguagem, para que os jovens saibam como lidar com o audiovisual em suas vidas.  Além disso, a Oficina mostra como, hoje em dia, cada pessoa pode se expressar e produzir arte com um objeto cotidiano: o celular. Assistir televisão, cinema e o próprio YouTube é muito comum e, quando os estudamos, podemos entender melhor a sociedade onde vivemos.

Oficina de Cinema em Ivaiporã | Cine Móvel – Lucas Ferreira

No Colégio Estadual Bento Mossurunga, alunos entre 14 e 24 anos participaram da oficina no dia 02/04. A criação e roteiro foi totalmente escrita pelos próprios estudantes, e a produção foi filmada também durante o período dentro do prédio do colégio, o que acabou inspirando os alunos. Uma das produções é justamente sobre a vida e o amadurecimento dentro do ambiente escolar: “O Tempo Não Para”.

Oficina de Cinema em Ivaiporã | Cine Móvel – Lucas Ferreira

A outra produção, por sua vez, é “Sombras do Passado”, que mostra um lado negativo da fase escolar: o preconceito que gera violência. Marcas profundas que, infelizmente, são muito comuns na convivência em grupo.

A equipe técnica é composta de alunos que aprenderam, através da oficina, a manejar seus próprios celulares para fazer cinema. Os curtas já estão disponíveis no YouTube.

 

Oficina de Cinema em Ivaiporã | Cine Móvel – Lucas Ferreira

A primeira exibição pública foi feita durante o Cinema na Praça, promovido pelo Cine Móvel, na Praça Henrique Portelinha no dia 17/04. A ocasião reuniu amigos e familiares dos estudantes, além de toda a comunidade. Confira como foi o evento aqui.

Filmes produzidos

A ficha técnica completa está disponível nos créditos do filme.


O filme passa pela memória do colégio, bem como o cotidiano dos alunos. Passamos pelos momentos e espaços dentro do colégio: o intervalo, biblioteca, rádio, secretaria, jardim. Com isso, o tempo não para. Nem no cinema, nem na vida.

O bullying deixou marcas profundas na vida de uma jovem estudante.